pagina inicial Petrobras
Tartarugas Marinhas
Visite o Tamar
O que fazemos
Onde estamos
Mais informações

Culturarte completa 20 anos de história para contar

07/12/2010 - O Projeto Tamar/ICMBio e a comunidade de Pirambu, em Sergipe, realizaram em novembro o XX Culturarte - Festival de Cultura e Arte, que em 2010 completou 20 anos de realização ininterrupta. ↓

O Projeto Tamar/ICMBio e a comunidade de Pirambu, em Sergipe, realizaram em novembro o XX Culturarte - Festival de Cultura e Arte, que em 2010 completou 20 anos de realização ininterrupta. Trata-se de um grande encontro anual de arte, cultura, educação e conservação. O objetivo maior, como explica Jaqueline Castilhos, coordenadora técnica do Tamar em Sergipe, é valorizar, mostrar e fortalecer as tradições culturais locais como forma de trabalhar a educação para a conservação.

O Culturarte reune artistas, professores, conservadores da natureza, amantes da cultura em geral de Pirambu/SE e localidades vizinhas. É uma grande mostra, para diferentes públicos, dos resultados alcançados pelas comunidades, a cada ano. As atividades incluem crianças, jovens, adultos e idosos, em várias linguagens artísticas, incluindo música, dança, literatura e artesanato, entre outras.


Nesta edição comemorativa dos 20 anos, o Culturarte teve a participação histórica de grupos folclóricos da região, alguns presentes desde o primeiro evento. A programação, distribuida em três dias, contou com uma grande oficina de pintura do Clubinho da Tartaruga, que ganhou novo visual; aconteceram ainda oficinas conectadas a um seminário sobre a questão ambiental.

O primeiro dia se encerrou com shows musicais e espetáculos de dança, com destaque especial para as bandas Casco Cabeça (Praia do Forte) e Som no Casco (Aracaju), ambas integrantes do programa do Tamar 30 anos de história para cantar. Elas apresentam músicas que falam de conservação ambiental, do Projeto e das tartarugas marinhas.

O segundo dia foi marcado pelo cortejo de grupos folclóricos pelas ruas de Pirambu, incluindo os que contam com apoio do Tamar, como o Lariô da Tartaruga, Capoeira Unidos nas Tartarugas e Quadrilha Junina das Tartarugas Marinhas, que estreou no festival. Após o cortejo, todos se apresentaram em palco montado no Largo do Culturarte. O terceiro dia foi marcado pelo tradicional batizado (troca de cordões, simbolizando a mudança de nível técnico dos participantes) do grupo de capoeira, realizado no Clubinho das Tartarugas.

Tartaruga de couro ou gigante

Praia do Forte - BA

Centro de Visitantes

Mais informações - Visualizar informações anteriores

Petrobras