pagina inicial Petrobras
Tartarugas Marinhas
Visite o Tamar
O que fazemos
Onde estamos
Mais informações

Tamar participou do 35º ISTS

08/05/2015 - Com o tema 'Hospitalidade', o evento tratou entre outros assuntos do acolhimento aos que trabalham com tartarugas marinhas em todo o mundo. Leia mais. ↓

Tamar participou do 35º ISTS

Neca, Gustave e Joca

O 35º Simpósio Internacional de Biologia e Conservação das Tartarugas Marinhas da International Sea Turtle Society (ISTS)  foi realizado de 20 e 24 de abril de 2015, em Dalaman, Mugla, Turquía. O lugar foi escolhido porque é perto da praia Dalyan, um grande exemplo de proteção à natureza na Turquia, fechada ao público durante as noites, para permitir que as tartarugas desovem sem perturbações. O tema central deste ano foi 'Hospitalidade' para acolher as pessoas que trabalham com tartarugas marinhas em todo o mundo e "fazer ponte entre as civilizações" ao refletir a Turquia como país-ponte entre Europa, Ásia e África. O evento contou com a presença de representantes de mais de 70 países e mais de 1.000 participantes, entre estudantes, pesquisadores e conservacionistas.

A programação pré-simpósio ocorreu nos dias 18 e 19 de abril e incluiu os encontros regionais, como o da RETOMALA (Reunión de Especialistas sobre Tortugas Marinas en Latinoamérica) e o do MTSG (Marine Turtle Specialist Group), além de diferentes workshops. As apresentações orais e os pôsteres foram agrupados por áreas temáticas: Biologia reprodutiva; Anatomia, fisiologia e saúde; Pesca e ameaças; Conservação e Manejo; Estudos sociais, econômicos e culturais; entre outros. No total, incluindo as 18 sessões temáticas, encontros regionais e workshops, foram 225 pôsteres e 135 apresentações orais.

O Projeto Tamar apresentou o trabalho "Adaptive Threat Management Framework: integrating people and turtles", que mostrou os pilares de seu ciclo socioprodutivo: economicamente viável, socialmente justo e ambientalmente correto, e teve representantes no simpósio e nos encontros regionais RETOMALA e MTSG: João Carlos Thomé, coordenador do Centro Tamar-ICMBio, Neca Marcovaldi, coordenadora nacional de pesquisa e conservação; e Gustave Lopez, coordenador regional da Bahia. 

O Tamar também contribuiu com o levantamento de fundos para a próxima edição (que será realizada no Perú, em 2016), com a doação de diversos itens vendidos nas suas lojas. Camisetas, bonés, toalhas e outros artigos confeccionados pelos grupos de artesanato, bordado e renda, membros das comunidades onde estão as bases de pesquisa e conservação no Brasil. Os recursos arrecadados com os itens doados vão compor bolsas de auxílio financeiro para estudantes viabilizarem sua participação no próximo ISTS.

Tartaruga de pente ou legítima

Praia do Forte - BA

Centro de Visitantes

Mais informações - Visualizar informações anteriores

Petrobras