pagina inicial Petrobras
Tartarugas Marinhas
Visite o Tamar
O que fazemos
Onde estamos
Mais informações

A vida em nova temporada: tartarugas marinhas voltam às praias brasileiras para a reprodução

12/09/2015 - Monitoramento é intensificado no litoral para proteger fêmeas e ninhos. ↓

A vida em nova temporada: tartarugas marinhas voltam às praias brasileiras para a reprodução

Tartaruga-cabeçuda

Está aberta a 35ª temporada de reprodução das tartarugas marinhas no Brasil 2015-2016. De setembro a março, as fêmeas visitam a nossa costa para desovar. Nas praias da Bahia, de Sergipe, Rio Grande do Norte, do Espírito Santo e Rio de Janeiro é realizado o monitoramento noturno para flagrar fêmeas em ato de postura de ovos, observar o comportamento do animal durante a desova, registrar dados morfométricos e coletar material biológico para posterior análise genética.

O TAMAR protege cerca de 1.100 quilômetros de praias e está presente em 25 localidades, em áreas de alimentação, desova, crescimento e descanso das tartarugas marinhas, no litoral e ilhas oceânicas dos estados da Bahia, Sergipe, Pernambuco, Rio Grande do Norte, Ceará, Espírito Santo, Rio de Janeiro, São Paulo e Santa Catarina. O momento é de muito trabalho, principalmente para as equipes de campo que vão realizar diversas tarefas, além de monitorar e cuidar dos ninhos, até que os filhotes possam alcançar o mar em segurança.

  

Há muita gente envolvida, incluindo cerca de 60 estagiários e trainees, que estão chegando para fortalecer as equipes das bases e para realizar ou acompanhar, junto com 100 pescadores-tartarugueiros e agentes locais, o monitoramento diurno e noturno das praias.

   

Durante o dia, o trabalho é feito para localizar e marcar os ninhos in situ (no local original de postura pela fêmea). Quando necessário, pela ameaça humana ou da natureza, as desovas são transferidas para locais seguros (outros trechos de praia ou cercados de incubação situados nas bases do Tamar). Graças ao trabalho de sensibilização, educação ambiental e de inclusão social junto às comunidades locais e turistas, cerca de 80% dos ninhos permanecem em seu local original.

Programas de sensibilização e educação ambiental

Programas permanentes de sensibilização e educação ambiental seguem informando usuários de praias, moradores, empresários, funcionários de condomínios e hotéis, pescadores e turistas sobre a importância da colaboração de todos para que as tartarugas possam dar continuidade ao seu ciclo de vida. 'Nossa Praia É a Vida' e 'Nem Tudo que Cai na Rede É Peixe'. Saiba mais.

 

As tartarugas marinhas que hoje se reproduzem no Brasil precisam prosseguir em um mundo cheio de perigos, e por isso esses animais ainda ameaçados de extinção precisam do apoio de toda a sociedade. Redes de pesca, anzóis, fotopoluição e a poluição dos oceanos, além das mudanças climáticas, são seus principais inimigos e podem interromper a chance de recuperação das cinco espécies que ocorrem no país. Acesse sempre www.tamar.org.br para saber mais sobre a conservação das tartarugas marinhas e como todos podemos protegê-las.

Projeto TAMAR

Criado há 35 anos, o Projeto TAMAR é uma cooperação entre o Centro Tamar/ICMBio e a Fundação Pró-TAMAR. Trabalha na pesquisa, proteção e manejo das cinco espécies de tartarugas marinhas que ocorrem no Brasil, todas ameaçadas de extinção: tartaruga-cabeçuda (Caretta caretta), tartaruga-de-pente (Eretmochelys imbricata), tartaruga-verde (Chelonia mydas), tartaruga-oliva (Lepidochelys olivacea) e tartaruga-de-couro (Dermochelys coriacea). Reconhecido internacionalmente como uma das mais bem sucedidas experiências de conservação marinha do mundo, seu trabalho socioambiental, desenvolvido com as comunidades costeiras, serve de modelo para outros países. Desde 1983 o Projeto TAMAR tem o patrocínio oficial da PETROBRAS, através do programa PETROBRAS Socioambiental; conta com o apoio do Bradesco e nos nove estados brasileiros onde atua, recebe diversos apoios locais.

Tartaruga Verde ou Aruanã

Vitória - ES

Centro de Visitantes

Mais informações - Visualizar informações anteriores

Petrobras