pagina inicial Petrobras
Tartarugas Marinhas
Visite o Tamar
O que fazemos
Onde estamos
Mais informações

Reunião do Comitê Científico da CIT discutiu nova resolução para reforçar proteção da tartaruga cabeçuda

06/11/2015 - Brasil foi representado pelo TAMAR. Leia mais. ↓

A 12ª reunião do Comitê Científico da Convenção Interamericana para a Proteção e Conservação das Tartarugas Marinhas (CIT) aconteceu em Viña del Mar, no Chile, de 27 a 29 de outubro de 2015. O evento reuniu especialistas e representantes científicos de 13 países, que discutiram e desenvolveram estratégias para fortalecer esse importante tratado de coalizão internacional pela proteção das tartarugas marinhas. Entre os temas tratados houve a discussão de uma resolução para a conservação das quatro populações de tartaruga-cabeçuda (Caretta caretta) que estão no Pacífico Norte, Pacífico Sul, Noroeste do Atlântico e Noroeste do Atlântico Sul, área de abrangência da CIT.

As tartarugas marinhas precisam prosseguir com seu longo cilco de vida em um mundo cheio de perigos, e por isso esses animais ainda ameaçados de extinção precisam de apoio do mundo inteiro. Redes de pesca, anzóis, fotopoluição e a poluição dos oceanos, além das mudanças climáticas, são seus principais inimigos e podem interromper a chance de recuperação das populações. Para melhorar o estado de conservação destas quatro populações de tartaruga-cabeçuda, os Estados signatários da CIT resolveram trabalhar coordenadamente para implementar e desenvolver planos de recuperação dessa espécie, encontrar estratégias comuns para reduzir impactos que afetem as sub-populações de tartaruga-cabeçuda, e desenvolver um relatório resumido sobre o estado de conservação de todas as populações de tartaruga-cabeçuda na área da Convenção, a cada quatro anos.

Como explica a coordenadora de pesquisa e conservação do Tamar, Neca Marcovaldi, este relatório terá por base as avaliações da Lista Vermelha da IUCN, as principais revisões regionais sobre o status de conservação das populações de tartaruga-cabeçuda e as informações fornecidas nos relatórios anuais dos países partes da CIT. O primeiro relatório deve ser apresentado à Conferência das Partes da CIT em 2017. Foram abordados e discutidos em grupos de trabalho durante a reunião estratégias de mitigação do impacto das mudanças climáticas, das pescarias e da poluição nos oceanos.


Tartaruga-cabeçuda (Caretta caretta).

Tartaruga Verde ou Aruanã

Vitória - ES

Centro de Visitantes

Mais informações - Visualizar informações anteriores

Petrobras