pagina inicial Petrobras
Tartarugas Marinhas
Visite o Tamar
O que fazemos
Onde estamos
Mais informações

Rede de pesca quase faz mais uma tartaruga vítima no RJ

24/12/2015 - A pesca é uma das maiores ameaças da atualidade à sobrevivência desses quelônios. Leia mais. ↓

Rede de pesca quase faz mais uma tartaruga vítima no RJ

Tartaruga-cabeçuda

Em uma noite de monitoramento com a visita da equipe do Projeto Aruanã (Universidade Federal Fluminense – UFF) no Farol de São Thomé, Rio de Janeiro, uma tartaruga-cabeçuda (Caretta caretta) foi flagrada subindo a praia para desovar enroscada em uma rede de pesca que veio arrastando pela areia. Juntas, as equipes do TAMAR e do Aruanã conseguiram com bastante esforço retirar a rede e marcar a fêmea que voltou ao mar sem conseguir desovar. Nessa mesma noite, alguns metros para o sul os pesquisadores encontraram uma 'meia lua' (que é quando a tartaruga sobre para desovar, mas desiste e volta para o mar) provavelmente dessa fêmea, como conta a executora da base do TAMAR no RJ, Daniella Torres. Foi possível ver junto com o rastro da tartaruga a marca da rede que ela trazia presa. Na noite seguinte, a mesma fêmea foi flagrada novamente, desovando já livre da rede, uma alegria para as pessoas que acompanharam de pertinho essa ocorrência e tiveram a chance de salvar este animal de um possível afogamento.

TAMAR - Criado há 35 anos, o Projeto TAMAR é uma soma de esforços entre a Fundação Pró-TAMAR e o Centro Tamar/ICMBio. Trabalha na pesquisa, proteção e manejo das cinco espécies de tartarugas marinhas que ocorrem no Brasil, todas ameaçadas de extinção: tartaruga-cabeçuda (Caretta caretta), tartaruga-de-pente (Eretmochelys imbricata), tartaruga-verde (Chelonia mydas), tartaruga-oliva (Lepidochelys olivacea) e tartaruga-de-couro (Dermochelys coriacea). Protege cerca de 1.100 quilômetros de praias e está presente em 25 localidades, em áreas de alimentação, desova, crescimento e descanso das tartarugas marinhas, no litoral e ilhas oceânicas dos estados da Bahia, Sergipe, Pernambuco, Rio Grande do Norte, Ceará, Espírito Santo, Rio de Janeiro, São Paulo e Santa Catarina. Reconhecido internacionalmente como uma das mais bem sucedidas experiências de conservação marinha do mundo, seu trabalho socioambiental, desenvolvido com as comunidades costeiras, serve de modelo para outros países. O Projeto TAMAR tem o patrocínio oficial da PETROBRAS desde 1983, através do programa PETROBRAS Socioambiental, e nos nove estados brasileiros onde atua recebe diversos apoios locais.

Tartaruga de couro ou gigante

Arembepe - BA

Centro de Visitantes

Mais informações - Visualizar informações anteriores

Petrobras