pagina inicial Petrobras
Tartarugas Marinhas
Visite o Tamar
O que fazemos
Onde estamos
Mais informações

TAMAR participa da 14ª Reunião do Comitê Científico da CIT

31/10/2017 - Américas pela conservação das tartarugas marinhas. Leia mais. ↓

A 14ª Reunião do Comitê Científico da Convenção Interamericana para a Proteção e Conservação das Tartarugas Marinhas (CIT) aconteceu na Cidade do Panamá, no Panamá, de 18 a 20 de outubro. O evento contou com especialistas e representantes científicos de 15 países, Argentina, Belize, Brasil, Chile, Costa Rica, Equador, Estados Unidos, Guatemala, Honduras, México, Países Baixos, Panamá, Peru, Uruguai e República Dominicana, o mais novo a integrar a CIT. Grupos de trabalho deram continuidade a discussões de temas atuais mais importantes para a conservação das tartarugas marinhas.

O Comitê Científico subsidia tecnicamente a tomada de decisões do Comitê Consultivo que aconselha os países parte. Nesta 14ª edição foram priorizados alguns temas, dentre eles as recomendações de ações prioritárias para conservação da tartaruga-cabeçuda (Caretta caretta), apresentadas pela coordenadora de conservação e pesquisa do TAMAR Neca Marcovaldi, que é membro titular do Comité Científico e Consultivo de Especialistas da CIT, e o assessor científico Alexsandro Santos. 

Também foram apresentados outros resultados dos grupos de trabalho intersazonais, como  o levantamento sobre a pesca de arrasto de crustáceos e o relatório sobre tráfico transfronteiriço de tartaruga-oliva (Lepidochelys olivacea) no Golfo de Fonseca. Outros assuntos discutidos foram mudaças climáticas e implicações para as tartarugas marinhas, pescarias e interação com a tartaruga-de-couro (Dermochelys coriacea) no oceano Pacífico, comércio ilegal e tráfico de tartaruga-de-pente (Eretmochelys imbricata), redes de emalhe e luzes de LED para reduzir a captura incidental de tartarugas marinhas, dentre outros.

“A CIT é estratégica para a troca de boas práticas de conservação das tartarugas marinhas, já que são animais migratórios e de ciclo de vida longo, que pode ocorrer em mais de uma país e até mesmo em outro continente”, conta Neca Marcovaldi.

Foi ainda aprovado o plano de trabalho da Secretaria temporária para 2017/2018. Coordenaram a 14ª Reunião o Presidente do Comitê Científico Diego Albareda, a Secretária temporária da CIT Verónica Cáceres e o Vice-Presidente do Comitê Consultivo de Especialistas da CIT Joca Thomé. A próxima reunião do Comitê deverá acontecer em Honduras, provavelmente a partir do mês de setembro.

Tartaruga Oliva

Fernando de Noronha - PE

Centro de Visitantes

Mais informações - Visualizar informações anteriores

Petrobras